Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hey Girl!

Why are you trying so hard to fit in when you were born to stand out?

Hey Girl!

Why are you trying so hard to fit in when you were born to stand out?

Sobre estar em isolamento no pico da pandemia

C.♥, 11.01.22

Tudo começou na quarta-feira à noite, quando recebo uma mensagem da minha mãe a pedir para passar numa farmácia para lhe trazer um teste de antigénio porque a minha tia tinha dado positivo. Logo aí uma pessoa fica apreensiva! Toca a andar a procurar farmácias que ainda estivessem abertas às 22h. Testes comprados, toca a voltar a casa para lhe fazer o teste.

Chego a casa está ela bastante mal, deitada na cama, quase nem consegue olhar para mim. Mau sinal! Faço o teste. Duas riscas malandras começam a aparecer. O pânico, o horror, a tragédia! Uso logo os outros testes para testar a restante familía. Pai negativo, logo arrancado da cama e recambiado para dormir na sala. Eu e a minha irmã negativas também, ficamos confinadas no nosso quarto. Passei a madrugada inteira a desinfetar a casa toda, em todos os locais comuns que ela pudesse ter estado. 

Entretanto, após duas horas de um belo concerto de música clássica providenciado pela linha SNS24, finalmente atenderam a minha mãe e lhe deram os códigos para ir fazer um teste de PCR a confirmar. Começa agora o novo desafio, arranjar um posto com vaga para fazer o teste! Missão impossível, todos os sitíos que via só tinham vaga na segunda-feira, isto é, 5 dias depois de ter dado positivo em autoteste. O pânico! Entretanto, como por milagre, descobrimos um sitío onde era possível fazer o teste sem marcação, aleluia! No entanto, só no domingo recebemos o resultado PCR, de que a minha mãe estava realmente positiva.

Durante todo este tempo foi evitar saír o máximo do quarto, só sair para cozinhar e levar as refeições à minha mãe e ir à casa de banho, sempre usando duas máscaras. A casa de banho está a ser outro drama. Só temos uma casa de banho, o que significa desinfetar, desinfetar, desinfetar! 

Já passaram 6 dias desde que a minha mãe deu positivo. No entanto, ainda ninguém nos contactou, nem delegado de saúde nem posto de saúde, NADA! Os testes que temos feito têm sido autotestes, uma vez que ninguém ainda nos prescreveu o teste, e para já tem dado sempre negativo. Já liguei para lá e o que dizem é que temos que aguardar contacto da parte deles... As novas regras ditam que o periodo obrigatório de confinamento depois de um contacto positivo de alto risco são 7 dias. Nem sei se ao fim de 7 dias posso sair de casa para voltar ao trabalho ou se tenho que aguardar o contacto de alguém... Mas estou a ver que a este ritmo, não vai acontecer tão cedo.

Porquê tão tímida?

C.♥, 22.02.15

Só pareço estar confortável na minha própria pele quando bebo, e sei que isto parece muito mau, mas é a verdade. Isto não é algo que me orgulho, de todo, faz-me sentir doente por dentro só de pensar nisso, mas o álcool dá-me uma certa liberdade que não consigo ter quando estou sóbria, é como o meu cérebro estivesse a ser comprimido por milhões de forças e naqueles momentos tudo isso desvanece-se,os fios que me prendem e me impedem de ser eu mesma de repente desaparecem. A timidez desaparece por completo. Sou mais livre. Sou mais alegre. Sou mais eu.

 

Sinceramente gostava de descobrir outra forma de não me sentir presa, de sentir como a minha mente se estivesse a encurralar a si própria. Esta timidez impede-me de tanta coisa... eu não sei, mas isto não está correto, é como se ficasse congelada perante as pessoas, quando estou com pessoas novas ou que não conheço tão bem parece que não sei o que dizer, permaneço calada, mas o meu cérebro está a mil á hora a pensar que devia de facto dizer alguma coisa, juntar-me á conversa, mas sem nunca de facto o conseguir fazer. E ouvir aquelas boquinhas como "Mas tu não falas?", "Começas-te a falar ao mesmo tempo que as pessoas normais?", NOSSA, como eu odeio. Comentários como estes magoam, principalmente vindo dos teus melhores amigos e mesmo sabendo que provavelmente não era intenção magoar. Mesmo com os meus melhores amigos me consigo abrir, falar sobre mim, posso falar de muita coisa, mas sobre mim? Oh, never! Parece que nunca consigo desabafar, mesmo com os que me estão mais próximos.

 

E isto faz-me ficar completamente revoltada comigo mesma. Porque é que eu sou assim? Porque é que não consigo desabafar? Porque é que não consigo ser uma pessoa normal? Parecendo que não esta luta dentro de mim por vezes consegue destruir-me, pôr-me de tal modo deprimida e com raiva de mim mesmo que até tenho vergonha de admitir. Nem sempre é assim tão mau. Ainda á uns tempos me estava a sentir bem comigo mesmo, e a timidez não estava assim tão agravada. Mas quando é muito mau, como hoje, oh boy. Fico mesmo furiosa comigo mesma por não me conseguir dar a conhecer ás pessoas. O que há de errado comigo?

Um semestre na faculdade

C.♥, 16.02.15

Pois é babes, um semestre já passou, mais depressa do que estava á espera.

 

Neste período de tempo já tanto aconteceu, conheci pessoas fantásticas, puxei pela faculdade, fiz grande asneira nos exames (realmente as notas não foram fantásticas). Percebi o que tinha que fazer e deixar de fazer no próximo semestre. Cresci, cresci imenso.

Neste segundo semestre tenho que começar a tentar conjugar a vida social com os estudos (foquei-me principalmente na 1ª no 1º semestre, not my best choice, but no regrets), tenho que ir às aulas todas (sim, este foi um grande problema), o que vai ser particularmente difícil tendo em conta que tenho aulas á sexta, depois das quintas académicas, e principalmente tentar acompanhar mais a matéria e não deixar tudo para a época de exames, podia resultar no secundário mas definitivamente não é a melhor opção na faculdade. 

 

Além disso já estou a organizar alguns projetos, com os quais estou bastante entusiasmada para fazer alguma coisa de útil.

 

Au revoir ♥

Acabadinho de ver #5: A culpa é das estrelas

C.♥, 31.08.14

Já á muito tempo que queria ver este filme e finalmente ficou disponível no Popcorn Time. O filme é simplesmente lindo, eu não sou uma pessoa de chorar, muito menos ao ver filmes e não consegui impedir algumas lágrimas de sair. Tinha lido o livro á mais de um ano e adorei, e ver o filme lembrou-me o porquê de ter gostado tanto do livro. O John Green é um autor fantástico, e algumas frases do livro/filme são definitivamente especiais.

 

A história conta-nos como Hazel e Augustus Waters se apaixonam quando se conhecem num grupo de apoio e a maneira extraordinária como ambos encaram o pouco tempo que têm para aproveitar a vida. As vidas de Hazel e Augustus vão sofrer uma inesperada e incrível reviravolta como nunca tinham sonhado, quando juntos vivem uma pequena eternidade recheada de amor, coragem e esperança, capaz de tocar qualquer um. Inspirado no romance best-seller do premiado John Green o filme explora uma contagiante e divertida aventura de dois adolescentes em fase terminal. Fica aqui o trailer:

“Some infinities are bigger than other infinities.” 
Au revoir ♥

Terei feito a escolha certa?

C.♥, 25.08.14

 

Faltam 2 semanas para saber as colocações e não podia estar mais stressada. Á uns dias comecei a pensar se terei feito a escolha certa. Á mais ou menos 2 anos que tinha na cabeça o curso que queria seguir e nunca pensei noutras opções. Todas as pessoas que sabem o que vou seguir ficam com cara de "oh damn girl", e falam que vou parar ao desemprego, quer aqui, quer noutro pais qualquer e eu estou super insegura. 

 

Além disso estou com a péssima sensação que não vou ficar na minha 1ª opção e sinceramente estou um pouco preocupada, queria ficar no Porto onde vão ficar todos os meus amigos, apesar de irmos para faculdades diferentes sempre ficávamos perto uns dos outros e ia ser fantástico que pudéssemos estar todos juntos nesta etapa. Ir estudar para outra cidade onde não conheço absolutamente ninguém é sinceramente assustador, sei como sou, extremamente tímida, e tenho medo de não me conseguir integar. Por outro lado até seria bom, eu não me dou muito bem com os meus pais, por isso ter alguma distância iria ser bom para nós.

 

A minha cabeça está a 1000, não sei se fiz a escolha correta e isso está a dar cabo de mim. Não me importava nada de voltar a umas semanas atrás onde estes pensamentos estavam bem bem longe.

 

Au revouir ♥

Acabadinho de ver #4: Divergente

C.♥, 01.08.14

 

Adorei! Só me arrependo de não o ter visto mais cedo. E aquele Theo James, damn boy! Estou super ansiosa pelos próximos filmes, mas para já vou comprar os livros e tenho a certeza que os vou devorar!

 

O filme passa-se num futuro distante, onde a Humanidade encontrou um modo de evitar as guerras e os conflitos sociais criando um novo sistema democrático que divide a sociedade em cinco facções distintas cujo objectivo último é manter a ordem estabelecida. A cada uma das facções corresponde uma virtude que exerce a sua função específica na comunidade. Aos 16 anos de idade, cada indivíduo é submetido a um teste de aptidão e tem de escolher qual o grupo a que se unirá para o resto da vida. Beatrice é uma jovem que, durante o seu próprio teste, descobre que é uma "divergente", alguém cuja vocação não se restringe a apenas uma virtude e que tem a capacidade rara de dominar os seus medos. Ao ser avisada de que deve manter segredo sobre a sua condição especial, ela vai perceber que a sua vida corre perigo, pois a sociedade elimina todos aqueles que não entrem no jogo para o qual, teoricamente, nasceram destinados… Fica aqui o trailer:

 

 

Recomendo fortemente! Quem gostou dos Jogos da Fome e filmes do mesmo género de certeza que vai adorar este.

 

Au revoir 

Resultado dos exames

C.♥, 13.07.14

Finalmente saíram as notas dos exames e nem consigo expressar a alegria! No geral as notas surpreenderam-me pela positiva, sendo o pior foi mesmo o exame de Matemática A. Que pesadelo mesmo, até tenho vergonha da nota que tirei mas também não me posso queixar muito porque sei que não estudei o suficiente (até me pesava na consciência) porque estudei muito mais para biologia, que é o meu exame de entrada. Lá vou ter que ir á segunda fase.

 

Mas em relação aos outros exames, principalmente o de Biologia, foram uma ótima surpresa! Não me sentia muito confiante porque no ano passado estava muito melhor preparada, o exame tinha-me corrido bem e só tirei 10,2 e este ano subi imenso, tirei um 15 que é just fucking amazing! E era mesmo o que precisava! Estive durante estes últimos anos a mentalizar-me que não ia entrar na universidade que sempre quis e agora com isto tenho uma hipótese, talvez consiga mesmo entrar. Nunca pensei, nem imaginam a minha felicidade!

 

 

Agora é só esperar que as médias não subam este ano. Estou mesmo entusiasmada com o próximo ano! Só espero que corra tudo bem.

 

Au revoir ♥

O fim de uma etapa...

C.♥, 09.06.14

E assim acabou a minha vida na secundária, parece que ainda ontem entrei no 10º, numa escola completamente nova onde não conhecia praticamente ninguém e agora chegou ao fim.

 

Na sexta tive o meu baile de finalistas, ou melhor a "festa de finalistas" tendo em conta que aquilo de baile de finalistas tem pouco já que a nossa associação de estudantes se interessa mais em fazer dinheiro do que com outra coisa qualquer, mas não vamos falar disso agora. Apesar de tudo isso foi uma noite mesmo muito divertida com a malta toda reunida. Na nossa mesa o resultado dessa mesa foi: 4 copos partidos, 1 prato partido e 1 bêbado ahah (e 1 nódoa negra no meu braço from partying too hard)

 

 

Apesar disso não tinha a sensação que aquilo seria o fim, parecia mais um dia a divertir-me com o grupinho, mas agora que vejo as fotos e as descrições é que me está a dar alguma nostalgia, apercebo-me que provavelmente muitos deles já não vou ver mais, e isso deixa-me mesmo triste. E pensar que no inicio nos dávamos mesmo mal, só nos queríamos ver longe uns dos outros e agora estamos mais unidos que nunca, quem diria ahm?

 

Pensar que para o ano vou estar numa universidade numa terra diferente, provavelmente longe de casa e dos meus amigos deixa-me apreensiva, com medo... E se eu não me conseguir integrar, e se, e se... Bem, vamos ter que esperar para ver, espero que corra tudo bem.

 

Au revouir ♥